Preservação de Acervos Fílmicos no Distrito Federal

Autores

  • Angélica Gasparotto de Oliveira Organização dos Estados Ibero-americanos

Palavras-chave:

Acervos fílmicos, Cinemateca, Distrito Federal, Filmes brasilienses, Preservação fílmica

Resumo

Algumas reportagens relatam a perda de acervos fílmicos de pioneiros que filmaram a construção de Brasília mostrando que não há conhecimento sobre os locais onde são armazenadas e preservadas estas produções. Por isso o presente artigo apresenta resultados obtidos em pesquisa de mestrado que teve como objetivo geral descrever como e onde é realizada a preservação de acervos fílmicos no DF, não só dos pioneiros, mas também de cineastas da cidade. Uma das estratégias metodológicas foi a realização de entrevistas e aplicação de questionário em instituições que abrigam filmes, em instituições coletoras de cultura e em produtoras de filmes existentes no Distrito Federal. Concluiu-se que, apesar de a capital do país ter uma produção cinematográfica bastante expressiva, grande parte das instituições que abrigam de alguma forma acervos de filmes relacionados à cidade não os preserva de forma adequada.

Biografia do Autor

Angélica Gasparotto de Oliveira, Organização dos Estados Ibero-americanos

Mestre em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCInf) da Universidade de Brasília (UnB) com dissertação intitulada Preservação de Acervos Fílmicos no Distrito Federal. Graduou-se em Biblioteconomia, também na UnB, com monografia intitulada Microtesauro em Cinema. É membro da Associação Brasileira de Preservação Audiovisual (ABPA). Possui formação em Cinema pela New York Film Academy (NYFA) e especialização em restauração de filmes pela Federação Internacional de Arquivos de Filmes (FIAF).

Publicado

28-04-2020

Como Citar

DE OLIVEIRA, A. G. Preservação de Acervos Fílmicos no Distrito Federal. Intercom: Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, São Paulo, v. 43, n. 1, 2020. Disponível em: https://revistas.intercom.org.br/index.php/revistaintercom/article/view/2427. Acesso em: 27 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos