O que consomem os que não consomem? Ativistas, alternativos, engajados

Autores

  • Rose de Melo Rocha Professora e Pesquisadora do PPG Comunicação e Práticas de Consumo - ESPM
  • Simone Luci Pereira Professora e Pesquisadora do PPG Comunicação e Cultura Midiática

Palavras-chave:

Ativismo, Juventude, Consumo, Comunicação, Mídia

Resumo

O artigo apresenta um mapeamento reflexivo sobre concepções e práticas de consumo de jovens ativistas brasileiros que assumem posturas críticas ou alternativas às sociedades midiáticas e ao capitalismo. A metodologia de base qualitativa contemplou questionários e entrevistas em profundidade. Nesta abordagem, as narrativas juvenis assumem centralidade, colocando os ativistas na condição de sujeitos de enunciação. Assim, pretendeu-se dar visibilidade às estratégias reflexivas por eles utilizadas na apresentação das experiências vividas e das leituras que articulam sobre consumo e consumismo. Emerge deste mapa plurivocal as marcas de um diálogo crítico que negocia constantemente com as narrativas do capital, em especial no corolário de base neoliberal e empreendedor, respondendo com clareza à cena midiática e tecnológica em que estão inseridos.

Publicado

10-12-2018

Como Citar

ROCHA, R. de M.; PEREIRA, S. L. O que consomem os que não consomem? Ativistas, alternativos, engajados. Intercom: Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, São Paulo, v. 41, n. 2, 2018. Disponível em: https://revistas.intercom.org.br/index.php/revistaintercom/article/view/2497. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos