Juventude, ciência e noções sobre a verdade

consumo de informação científica por estudantes de Ensino Médio de escolas públicas do Rio de Janeiro

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1809-58442023106pt

Palavras-chave:

Usos sociais da mídia, Práticas informacionais, Informação científica, Letramento Midiático e Informacional, Reconhecimento

Resumo

O enfrentamento à desinformação científica tem sido uma grande preocupação mundial, em um contexto de crise epistêmica. Reconhecendo os processos intersubjetivos de relações de confiança estabelecidas em meio às disputas sobre a informação científica, este artigo tem como proposta realizar uma pesquisa junto a jovens de ensino médio de escolas públicas do estado do Rio de Janeiro, buscando entender seus hábitos de consumo midiático sobre ciência e suas formas de estabelecer confiança sobre os atores que produzem informação científica. Os achados dessa pesquisa apontam que os jovens prezam por valores de liberdades individuais, para relações de reconhecimento da autoridade científica e professoral, desde que dialógica, desconfiança sobre a mídia e busca por maior participação quando conflitos sociais derivam do não-reconhecimento.

Biografia do Autor

Lumárya Souza, Universidade Federal Fluminense. Niterói – RJ, Brasil

Doutoranda em Comunicação pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense. Mestre em Comunicação pela Universidade Federal Fluminense. Bacharel em Comunicação Social – Habilitação Jornalismo pela Universidade Federal do Piauí. Pesquisadora associada do Laboratório de Investigação em Ciência, Inovação, Tecnologia e Educação (Cite-Lab), da Rede de Pesquisa em Comunicação, Infância e Adolescência (RECRIA) e do Instituto de Estudos Comparados em Administração de Confl itos (INCT-InEAC).

Thaiane Moreira de Oliveira, (Universidade Federal Fluminense. Niterói – RJ, Brasil

Professora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense.
Pesquisadora de Produtividade do CNPq (PQ-2) e Jovem Cientista do Nosso Estado. Membro afi liado da
Academia Brasileira de Ciências. Pesquisadora do INCT de Disputas e Sobera nia Informacional (DSI) e do
INCT de Administração de Confl itos (InEAC). Colaboradora do INCT de Comunicação Pública da Ciência
e Tecnologia (INCT-CPCT). Pesquisadora da Cátedra Unesco de Políticas para o Multilinguismo.

Maria Elizabeth Melo, Universidade Federal Fluminense. Niterói – RJ, Brasil

Product Designer na Beta Learning, do grupo empresarial ClearSale. Mestre em Comunicação pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense. Bacharel em Estudos de Mídia pela Universidade Fluminense.

Publicado

09-10-2023

Como Citar

SOUZA, L.; OLIVEIRA, T. M. de; MELO, M. E. Juventude, ciência e noções sobre a verdade: consumo de informação científica por estudantes de Ensino Médio de escolas públicas do Rio de Janeiro. Intercom: Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, São Paulo, v. 46, p. e2023106, 2023. DOI: 10.1590/1809-58442023106pt. Disponível em: https://revistas.intercom.org.br/index.php/revistaintercom/article/view/4146. Acesso em: 20 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos