Relações Públicas e influenciadores

dependência, simulação de espontaneidade e o Guia Conar de Publicidade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1809-58442023141pt

Palavras-chave:

Relações Públicas, Comunicação, Influência, Ética profissional, Opinião pública

Resumo

Este artigo discute a responsabilidade profissional na atividade de relações públicas no desenvolvimento de estratégias de comunicação que envolvam o relacionamento com influenciadores. Compartilha parte dos resultados de pesquisa empírica Grounded Theory (PARAVENTI, 2020) sobre ética em relações públicas e os confronta com as diretrizes do Guia Conar de Publicidade por Influenciadores (CONAR, 2021). Observa demanda de ampliar a discussão profissional e acadêmica sobre os efeitos da influência patrocinada e conflitada para a esfera pública.

Biografia do Autor

Ágatha Eugênio Franco de Camargo Paraventi, Faculdade Cásper Líbero. São Paulo – SP, Brasil

Doutora e mestre em Ciências da Comunicação, especialista em Gestão Estratégica de Comunicação Organizacional e Relações Públicas pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP). Graduada em Relações Públicas pela Faculdade Cásper Líbero. Professora no curso de graduação e pós-graduação da Faculdade Cásper Líbero e dos cursos de Pós-Graduação Lato Sensu Gestão Estratégica em Comunicação Organizacional e Relações Públicas na ECA-USP e MBA Aberje. Pesquisadora do Centro de Estudos de Comunicação Organizacional e Relações Públicas (CECORP) da ECA-USP. Conselheira Fiscal na Federação Brasileira das Associações Científi cas e Acadêmicas de Comunicação (SOCICOM) (2022- 2024).

Luiz Alberto de Farias, Universidade de São Paulo. São Paulo – SP, Brasil

Livre-docente em Opinião Pública na ECA-USP. Pós-doutorado em Comunicação e Publicidade pela Universidade de Málaga. Doutor em Comunicação e Cultura pela Universidade de São Paulo. Mestre, especialista e bacharel em Relações Públicas pela Faculdade Cásper Líbero. Graduado em Comunicação Social – Jornalismo pela Universidade Cruzeiro do Sul. Atualmente é professor associado da ECA-USP e professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da ECA-USP. Professor titular do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade Metodista de São Paulo. Ex-diretor da Intercom, ex-presidente e conselheiro da Abrapcorp. Autor e co-autor de diversas obras, dentre elas Opiniões voláteis; Opinião pública, comunicação e organizações; e Relações públicas Estratégicas.

Publicado

07-12-2023

Como Citar

PARAVENTI, Ágatha E. F. de C.; DE FARIAS, L. A. Relações Públicas e influenciadores: dependência, simulação de espontaneidade e o Guia Conar de Publicidade. Intercom: Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, São Paulo, v. 46, p. e2023141, 2023. DOI: 10.1590/1809-58442023141pt. Disponível em: https://revistas.intercom.org.br/index.php/revistaintercom/article/view/4151. Acesso em: 15 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos