O Jornalismo e a história da decadência do cinema em Novo Hamburgo: um estudo hermenêutico

Autores

  • Cristina Ennes da Silva
  • Paula Regina Puhl

DOI:

https://doi.org/10.1590/rbcc.v34i1.641

Palavras-chave:

História do Jornalismo. Cinema. Hermenêutica de Profundidade. Jornal impress. Jornal NH.

Resumo

Este artigo tem como finalidade analisar a relação entre o jornalismo impresso e a história do cinema em Novo Hamburgo. Para isso, focamos nos registros veiculados no Jornal NH que retrataram a decadência das salas de cinema na cidade entre os anos 1970 e 2000. O método escolhido para a análise do material é a Hermenêutica de Profundidade, de acordo com Thompson (1995), pois a mesma permite analisarmos as matérias veiculadas pelo jornal, considerando-as como formas simbólicas inseridas em um dado contexto histórico e social, permitindo ainda uma re-interpretação dos fatos nos dias de hoje. O estudo ainda destaca a importância das informações mediadas pela imprensa como fontes de pesquisa e a utilização desses registros para a reconstrução de fatos culturais importantes para a sociedade.

Downloads

Publicado

17-06-2011

Como Citar

SILVA, C. E. da; PUHL, P. R. O Jornalismo e a história da decadência do cinema em Novo Hamburgo: um estudo hermenêutico. Intercom: Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, São Paulo, v. 34, n. 1, 2011. DOI: 10.1590/rbcc.v34i1.641. Disponível em: https://revistas.intercom.org.br/index.php/revistaintercom/article/view/641. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos