Escala de Adição ao Facebook: estudos exploratórios de validade

Autores

Palavras-chave:

Escala de Adição ao Facebook, Dependências Comportamentais, Adições Comportamentais, Atitudes na Internet, Redes sociais

Resumo

Este artigo apresenta os primeiros estudos de validade de uma versão portuguesa da Facebook Addiction Scale (AFS) de Koc e Gulyagci (2013). O estudo foi realizado com uma amostra de conveniência (N=144), através de um questionário disponibilizado online. As análises estatísticas sobre os resultados obtidos sugerem que a escala apresenta excelentes propriedades psicométricas, semelhantes às da escala original: a análise das componentes principais, com rotação varimax, revela a existência de um só factor, capaz de explicar 63,7% da variância total, enquanto a análise da consistência interna é de .91 (Alpha de Cronbach).

Biografia do Autor

José Pedro Cerdeira, Escola Superior Educação - Instituto Politécnico Coimbra Rua D. João III 3030-329 Coimbra Portugal

Doutorado em Psicologia Social, Professor Coordenador, Director do curso de licenciatura (1ú ciclo Bolonha) em Comunicação Organizacional e do curso de mestrado em Comunicação Organizacional - Cidadania, Confiança e Responsabilidade Social (2ú ciclo Bolonha), Coordenador da área científica de Ciências da Comunicação, das Organizações e dos Media (CCOM) e membro do Centro de Estudos de Psicologia Social (CEPS), Escola Superior Educação, Instituto Politécnico de Coimbra. E-mail: jpcerd@esec.pt

Publicado

10-12-2018

Como Citar

CERDEIRA, J. P. Escala de Adição ao Facebook: estudos exploratórios de validade. Intercom: Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, São Paulo, v. 41, n. 2, 2018. Disponível em: https://revistas.intercom.org.br/index.php/revistaintercom/article/view/2672. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos