Status relacional fronteiriço em dois jornais da fronteira Brasil-Argentina

Autores

  • Beatriz Dornelles Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul http://orcid.org/0000-0003-3005-2824
  • Heleno Rocha Nazário Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS)

Palavras-chave:

Jornalismo, Imprensa fronteiriça, Fronteira, História da imprensa, Jornal impresso

Resumo

Este artigo apresenta parte de pesquisa sobre como os jornais fronteiriços Folha de São Borja (1970-) e Unión (1977-2010) cobriram dois adventos na travessia do Rio Uruguai entre São Borja (Rio Grande do Sul, Brasil) e Santo Tomé (Corrientes, Argentina): a abertura dos respectivos portos para importações e exportações (1982) e a construção da Ponte Internacional da Integração (1997). O artigo destaca a categoria "status relacional fronteiriço", proposta para obter indícios do posicionamento acerca da fronteira e dos contatos com o país vizinho a partir dos textos publicados nos jornais.

Biografia do Autor

Beatriz Dornelles, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Professora titular do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Pós-doutorado em Comunicação pela Universidade do Porto-Portugal (2009). Editora da Revista Famecos da PUCRS.

Heleno Rocha Nazário, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS)

Mestre em Comunicação Social (PUCR-RS), jornalista da Assessoria de Comunicação Social da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB).

Publicado

28-04-2020

Como Citar

DORNELLES, B.; NAZÁRIO, H. R. Status relacional fronteiriço em dois jornais da fronteira Brasil-Argentina. Intercom: Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, São Paulo, v. 43, n. 1, 2020. Disponível em: https://revistas.intercom.org.br/index.php/revistaintercom/article/view/3208. Acesso em: 27 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos