Potencial explicativo dos estudos de recepção no contexto do Big Data

Autores

Palavras-chave:

Estudos de Recepção, Big Data, Sistema, Mapas Barberianos, Hegemonia

Resumo

Discutimos as relações de comunicação, circulação e produção de sentidos no cenário de manipulação, controle e poder da informação. Procuramos responder à questão: como os estudos de recepção tratam os desafios colocados pelo Big Data na extração, mineração e análise de dados com vistas à manipulação de comportamentos? A metodologia adotada é a pesquisa bibliográfica para a análise crítica e comparativa das perspectivas autorais. Trabalha-se o conceito de sistema, para contestar sua produtividade nas pesquisas de recepção. Como resultado da discussão, os mapas barberianos são retomados em perspectiva, para recolocarmos a história e os conflitos sociais no centro das disputas por hegemonia de sentidos, os quais devem ser problematizados pelos estudos de recepção no contexto social atual.

Biografia do Autor

Roseli Figaro, Universidade de São Paulo, São Paulo-SP, Brasil

Professora Doutora coordenadora do Programa de Pós-graduação em Ciências da Comunciação da USP. Diretora de Relações Internacionais da Intercom. Cloordenadora do Centro de Pesquisa em Comunciação e Trabalho - CPCT-USP/CNPq.

Publicado

02-12-2019

Como Citar

FIGARO, R. Potencial explicativo dos estudos de recepção no contexto do Big Data. Intercom: Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, São Paulo, v. 42, n. 3, 2019. Disponível em: https://revistas.intercom.org.br/index.php/revistaintercom/article/view/3430. Acesso em: 27 jan. 2023.

Edição

Seção

Arena