Autenticidade e felicidade

tensões entre dois imperativos culturais contemporâneos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1809-58442022201pt

Palavras-chave:

Felicidade, Autenticidade, Subjetividade, Espetacularização, Práticas culturais contemporâneas.

Resumo

Refletindo sobre as características que saturam os sujeitos deste tempo, este artigo procura questionar a autenticidade e a felicidade como imperativos culturais. Busca-se, ao mesmo tempo, perceber seu nexo com as práticas culturais e seus desdobramentos no processo de produção das subjetividades contemporâneas, tendo em vista como esses ideais se fazem presentes em meio à lógica da espetacularização. Para tanto, se perpassa muito brevemente pelos processos econômicos, socioculturais e políticos que foram o embasamento da subjetividade contemporânea; em seguida, define-se os conceitos de felicidade e autenticidade, estabelecendo, nesse percurso, porque e como se constituem em obrigações sociais. Finalmente, argumenta-se a espetacularização da vida como uma consequência de ditos imperativos culturais e da forma em que são conduzidos nas sociedades ocidentais pós-modernas.

Biografia do Autor

Lisbeth Araya Jiménez, Universidad de Costa Rica. San José – SJ, Costa Rica

Doutora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGCOM-ECO-UFRJ). Mestre em Comunicação e Desenvolvimento e graduação em Psicologia pela Universidade da Costa Rica (UCR). Professora na Escola de Comunicação da UCR desde 2007. Pesquisadora no Centro de Pesquisa em Comunicação e no Instituto de Pesquisas em Educação. Membro da Red de Investigadores en los Estudios Socio-Culturales de las Emociones (RENISCE), com sede no México. Conta com 20 anos de experiência em pesquisa, desenho e gestão de projetos no setor das organizações cooperativas.

Nicole Sanchotene, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro – RJ, Brasil

Pesquisadora de Pós-Doutorado na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com bolsa Capes. Doutora e mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGCOM-ECO-UFRJ). Realizou período de doutorado sanduíche em 2021 com bolsa Capes PrInt no Laboratoire d’études de genre et sexualité (CNRS – Paris 8 – Paris Nanterre). Integrante do grupo Risco, Compaixão e Testemunho, organizado pelo Prof. Paulo Vaz, vinculado ao IDEA/UFRJ.

Publicado

05-12-2022

Como Citar

JIMÉNEZ, L. A. .; SANCHOTENE, N. Autenticidade e felicidade: tensões entre dois imperativos culturais contemporâneos. Intercom: Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, São Paulo, v. 45, p. e2022201, 2022. DOI: 10.1590/1809-58442022201pt. Disponível em: https://revistas.intercom.org.br/index.php/revistaintercom/article/view/3762. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

Arena