Projetos de incentivo à leitura no metrô de São Paulo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1809-58442023126pt

Palavras-chave:

Prática de leitura, Livro, Metrô de São Paulo, Não lugar

Resumo

Conforme Augé (2012), o metrô é essencialmente um não lugar, contudo, por meio de práticas como as de leitura, é possível que seu uso seja ressemantizado a ponto de ser transformado em um lugar. Partindo dessa perspectiva e da noção de leitura de Roger Chartier (1996) e Michel de Certeau (1998), o objetivo deste trabalho é observar e indagar em que medida os diversos projetos de incentivo à leitura realizados no metrô de São Paulo – SP produzem lugares e não lugares. As ações ora estudadas, sejam do setor público ou privado, foram selecionadas por propagarem a circulação do livro e a prática da leitura nesse meio de transporte. Os dados foram coletados através de pesquisa em campo, entrevistas e por meio de levantamento documental, incluindo em fontes virtuais. A partir do arcabouço teórico e da análise das informações, notamos que apenas algumas das iniciativas de fato contribuem para a criação de um lugar de permanência e aproximação da cultura.

Biografia do Autor

Manuella Vieira Reale, Universidade Federal de São Carlos. São Carlos - SP, Brasil

Professora substituta em Imagem e Som na Universidade Federal de São Carlos, editora de revista sobre inovação e pesquisadora do Grupo de Pesquisa Livro e Edição no Brasil nos séculos XX e XXI. Doutora em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo. Mestra em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Graduada em Comunicação Social Jornalismo pela Universidade Federal do Pará, com graduação sanduíche na Universidade de Roehampton em Londres. Foco de pesquisa: práticas de leitura, audiovisual e divulgação científica.

Publicado

11-12-2023

Como Citar

REALE, M. V. Projetos de incentivo à leitura no metrô de São Paulo. Intercom: Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, São Paulo, v. 46, p. e2023126, 2023. DOI: 10.1590/1809-58442023126pt. Disponível em: https://revistas.intercom.org.br/index.php/revistaintercom/article/view/4219. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos