<b>Origens e implicações dos quadros e configurações das páginas dominicais e tiras em quadrinhos a partir do final do século XIX</b>

Autores

  • Fabio Luiz Carneiro Mourilhe Silva

DOI:

https://doi.org/10.1590/rbcc.v33i1.153

Palavras-chave:

Tiras em quadrinhos. Consumo. Quadro. Propaganda. Páginas dominicais.

Resumo

Nesta pesquisa, por meio de um método histórico-comparativo, foram investigadas as origens e formatos gráficos de página e quadros utilizados na composição das páginas dominicais e tiras em quadrinhos do século XX, e os aspectos culturais, políticos e econômicos envolvidos. Inicialmente, foram realizadas consultas em obras especializadas relacionadas ao objeto em questão; posteriormente, consultas nos principais acervos de periódicos do Rio de Janeiro; e, por fim, procedeu-se analiticamente visando comprovar a hipótese de que existe uma relação estrita entre tiras em quadrinhos e propaganda no meio jornalístico. Percebeu-se, aqui, que o retrato sinóptico do leitor conduzido nos jornais sensacionalistas e representado nas tiras, o dimensionamento correto dos espaços e a promoção de produtos baseada em personagens serviram como forma clara de condução e imposição de práticas culturais interessantes para o capitalismo.

Downloads

Publicado

23-04-2010

Como Citar

SILVA, F. L. C. M. <b>Origens e implicações dos quadros e configurações das páginas dominicais e tiras em quadrinhos a partir do final do século XIX</b>. Intercom: Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, São Paulo, v. 33, n. 1, p. Pag. 189, 2010. DOI: 10.1590/rbcc.v33i1.153. Disponível em: https://revistas.intercom.org.br/index.php/revistaintercom/article/view/153. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos