"Trabalhar para sempre. E sem drama": neoliberalismo e construções pedagógicas distópicas em Exame

Autores

  • Maria das Graças Pinto Coelho Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN.
  • Geilson Fernandes de Oliveira Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN. http://orcid.org/0000-0002-3278-4044

Palavras-chave:

Discurso das Mídias, Trabalho, Revista Exame, Sociabilidade, Neoliberalismo

Resumo

Compreendendo os discursos das mídias, a sua circulação na contemporaneidade e os diversos agenciamentos que deles ocorrem, analisa-se a construção discursiva em torno da temática do trabalho, espiando os ventos do neoliberalismo. O recorte empírico de análise é composto por duas edições da revista Exame, publicação voltada para o setor de negócios e economia que constrói narrativas sobre esta doutrina, mensalmente. Para tanto, faz-se uso dos pressupostos teórico-metodológicos da arquegenealogia foucaultiana, entendendo o discurso como prática que possui condições históricas e é atravessado por relações de saber e poder. Com efeito, constata-se que os discursos agenciados pela revista sobre o trabalho constituem-se como práticas sociais produtoras de sentidos, sociabilidades e subjetividades.

Biografia do Autor

Maria das Graças Pinto Coelho, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN.

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Professora associada da UFRN e coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Mídia (PPGEM) e do Grupo de pesquisa GEMINI - Grupo de estudos da mídia. Também é membro do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da mesma instituição.

Geilson Fernandes de Oliveira, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN.

Doutorando em Estudos da Mídia pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos da Mídia (PPGEM) pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Mestre em Ciências Sociais e Humanas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). Especialista em Literatura e Ensino e em Gestão Pública pelo Instituto Federal de Ciência e Tecnologia (IFRN) e Universidade Aberta do Brasil (UAB). Graduado em Comunicação Social, Jornalismo, pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).

Publicado

10-12-2018

Como Citar

COELHO, M. das G. P.; OLIVEIRA, G. F. de. "Trabalhar para sempre. E sem drama": neoliberalismo e construções pedagógicas distópicas em Exame. Intercom: Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, São Paulo, v. 41, n. 2, 2018. Disponível em: https://revistas.intercom.org.br/index.php/revistaintercom/article/view/2631. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos